sábado, 10 de janeiro de 2015

Esta coisa fora de moda chamada "instinto de sobrevivência"

Sorry, não consigo engolir essa visão - recorrente entre comentaristas de televisão - de que o ocidente não pode reagir de forma violenta contra o terrorismo jihadista pra não gerar mais terror. (Como assim "mais"? Qual deve ser o limite a partir do qual nos seria dado o direito de reagir de forma violenta?)

Até me esforço em ouvir quem pensa assim. Só que sempre me fica a impressão de que o que estes apelos almejam é que a gente fiquei passivamente aguardando o abate.


Mas eu sou um dinossauro.Tenho uma visão de mundo que me induz a defender velhos valores ocidentais, como a liberdade, por exemplo. Tendo a reagir de forma visceral contra gente que quer impor uma visão de mundo que não comporta as conquistas da revolução iluminista - tanto no que diz respeito à liberdade e aos direitos humanos de forma geral, mas especialmente em relação aos direitos das mulheres.


Chamem de instinto de sobrevivência se quiserem. 


O mesmo instinto que, em 2003, fez a correspondente de guerra Asne Seierstad gritar, para os soldados americanos que entravam em Bagdá: "Obrigada por vir!


Em 2008 destaquei no blog o trecho de "101 Dias em Bagdá" no qual a jornalista norueguesa admite,com certo constrangimento, que deu vivas ao ver os americanos chegando.
O post de 2008 está no link abaixo, caso tenham curiosidade de ler. 

É um bom relato de como um ocidental - no caso, uma mulher -, por mais que tente racionalizar, num momento de medo sabe exatamente em quem pode confiar.

Clique aqui para ler "Olhares". 

7 comentários:

Pr Marcos Godinho disse...

Quando o homem perde a referência do "medo"; torna-se animal cavernoso!
...pois se-lo, é a única saída para a morte rápida e quem sabe, notória!
Prof Marcos Panda.
Parabéns, pelas publicações!

Anônimo disse...

É uma pena Nariz Gelado que você escreva esporadicamente,até hoje todos os dias vou no seu blog para ver se tem algo novo,não consigo entender porque ninguém defende as mulheres,um estupro de 3 em 3 minutos,3000 assassindas por ano e milhões espancadas por dia,lei Maria da Penha é para ingles ver, só serviu para empregar péstistas.O ministro da fazenda cortou a pensão das viuvas alegando corrigir distorções,mas esqueceram de dizer para ele que quando se aposenta jé perde 35% pelo fator previdenciario,mais 1,5% em defasagem todos anos frente ao aumento do salario minimo,quando as viuvas recebem a pensão já tem 65% de defasagem.Tenho 61 anos e minha esposa tem 57 anos,hoje somos saudaveis,mas minha aposentadoria em 4 anos já está defasada em 45%,35% pelo fator previdenciario e mais 1,5% por ano pela diferença do aumento do minimo,vamos supor que eu morra daqui à vinte anos minha esposa é do lar não tem aposentadoria,ela vai receber 50% de pensão da minha aposentadoria,penso eu que daqui à vinte anos a minha aposentadoria vai estar valendo apenas um salario minimo,pergunto eu como ela vai sobreviver se eu moerrer primeiro?Estes comunistas são covardes porque eles não cortam a bolsa dos guerrilheiros aposentados pelo Lula e a Dilma que gira em torno de bilhões?

Anônimo disse...

Gostei, gostei muito, apesar do meu olhar atrasado.
César

Jml disse...

Também concordo. Esse troço está chegando no limite do suportável. Enquanto nós aceitamos passivamente o Islã e o terror, eles, em resposta, nos crucificam, nos matam...

Anônimo disse...

Excelente!

Anônimo disse...

Vejam Ton Martins entrevistando Fábio Ostermann

https://www.youtube.com/watch?v=2veFrXhqWeA

Anônimo disse...

sempre achei que deveriamos dizer que aconteceu igual o filme a soma de todos os medos e deixar a impressão de que eles afanaram uma bomba A e depois fazer com que eles 'achem' ela no pédouvido, ninguém vai saber da verdade, a não ser eles próprios que vão estar estourados, naquela cidade onde eles ficam desfilando com tanques e tudo o mais, garanto que os que estiverem mais ou menos desistem da idéia, vão morrer inocentes, mas não é isso que está acontecendo agora? só que do nosso lado, vai ser do lado deles.